sexta-feira, 13 de abril de 2012

Dinheiro Verde: WWF foi fundada e dirigida pela Shell! Ongs verdes são financiadas por corporações globalistas

Tradução: Daniel Moret

Se qualquer pessoa ou grupo ousar questionar a grande ortodoxia do aquecimento global e da mudança climática, os "clérigos verdes" logo tentarão desacreditá-los - normalmente, saltando por cima da mesa e apontando o dedo na cara deles, exclamando: "Você está sendo pago pela Big Oil (empresas que controlam a maior fatia do mercado de petróleo)!"
Isto se torna ainda mais irônico quando você considera quem foi o primeiro a ser financiado, e posteriormente levantou a grande bandeira global do navio para o "movimento verde" moderno...
O artigo recente de Donna Laframboise, entitulado A Vasta Piscina de Dinheiro de Petróleo da WWF, narra a ascenção da caridade globalista verde - semeada com financiamento da gigante global do petróleo Royal Dutch Shell, cujo presidente por 15 anos, John Loudon, mais tarde serviu como presidente da WWF por quatro anos.
Em 1961, a Shell "garfou" a bela quantia de 10.000 libras para ajudar a fundar a WWF-UK, quantia essa que equivale hoje a £ 418.000 - ou 663.000 dólares (veja a calculadora histórica aqui).
Mas isto é só o começo. A WWF continuou a cavalgar a onda do donheiro do petróleo pelos próximos 40 anos - de gigantes como a BP, a Shell e outras, até o ano 2000.

Não é de se surpreender que alguns auto-nomeados tecnocratas socialistas do Greenpeace tenham ditado em seu próprio site que a idéia de liberdade de expressão não se aplica quando se trata de debate sobre o clima, e frequentemente atacam céticos do clima com base em suas supostas ligações ao "Big Oil".

De acordo com o Greenpeace:

"Há uma diferença entre liberdade de expressão e uma campanha para negar a ciência do clima, com o objetivo de minar a ação internacional sobre as alterações climáticas ... A liberdade de expressão não se aplica a desinformação e propaganda."

O que se torna ainda mais interessante em sua postura ativista é que o próprio Greenpeace é financiado pelo dinheiro da Standard Oil, e também do Sierra Club - de acordo com o site de acompanhamento Activist Cash (Caixa Ativista).

Veja você mesmo:

Rockefeller Brothers Foundation

Greenpeace $1,080,000.00 1997 – 2005

Sierra Club $710,000.00 1995 – 2001

ACORN $10,000.00 2002 – 2002

Rockefeller Family Fund
Greenpeace $115,000.00 2002 – 2005

Sierra Club $105,000.00 1996 – 2002

ACORN $25,000.00 1998 – 1998

Rockefeller Foundation
Greenpeace $20,285.00 1996 – 2001

Rockefeller Philanthropy Advisors
Sierra Club $38,250.00 1997 – 2000

Não é exagero dizer que nenhum desses defensores da mudança climática e do governo global - o WWF e o Greenpeace - existiria sem todo esse dinheiro proveniente do Big Oil.

Uma última verdade inconveniente deve ser mencionada aqui. O líder não oficial do movimento do aquecimento global, Al Gore, também recebe fortes investimentos, e está fechando grandes acordos com quem? A Big Oil.

Estimativas indicam que a participação de Gore na riqueza da Occidental Petroleum esteja na casa dos US$ 500.000,00 em ações, o que explica porque Gore fixou o acordo para vender a reserva naval de petróleo dos EUA para a Occidental Petroleum - sem um contrato de licitação, naturalmente.

Ainda assim, muitas pessoas admiram Al Gore por todas as suas maravilhosas "credenciais ambientais".

Ou poderia ser um caso de "um cego guiando o outro"?
Fonte: Infowars, Libertar

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário